fbpx

Confiabilidade x Disponibilidade de Equipamentos Pesados

O que é confiabilidade?

É a capacidade de um equipamento executar suas atividades, durante um certo intervalo de tempo, com segurança e sem falhas.

Exemplificando: Se mecânico pergunta: “Quais são as chances desse motor hidráulico continuar funcionando até o final da obra?” 

Ele quer saber, basicamente, qual é a confiabilidade operacional daquele equipamento.

Sendo assim podemos definir que a confiabilidade é a probabilidade (que vai de 0 a 100%) de um determinado equipamento se manter em funcionamento durante um determinado período futuro. 

.

.

E o que é disponibilidade? 

É a capacidade do equipamento estar em condições de executar uma atividade em um dado instante ou durante um intervalo de tempo determinado, levando em consideração os aspectos combinados de sua confiabilidade, manutenção e supondo que os recursos externos necessários estejam assegurados.

.

Sendo assim, podemos definir que a disponibilidade é a porcentagem de tempo que o equipamento está disponível para desempenhar suas atividades.

.

Depois de conceituar, podemos resumir que os equipamentos só estarão disponíveis se estiverem confiáveis, certo?

.

E como podemos aumentar a confiabilidade dos equipamentos, ou seja, como deixa-los operacionais por mais tempo?

Essa resposta é simples, mas nem sempre é o que acontece com nas empresas da forma correta, COM MANUTENÇÕES PREVENTIVAS.

.

.

Atualmente a maior dificuldade das empresas é conseguir conciliar a confiabilidade e a disponibilidade dos equipamentos, uma vez que vemos praticamente como em um cabo de guerra, as oficinas solicitando os equipamentos para a manutenção de um lado e os as obras solicitando os equipamentos operando de outro.

.

.

MAS COMO RESOLVER? Com planejamento!

.

Uma vez que os planos de manutenção são gerados é possível saber quais ações precisam ser executadas, qual tempo médio para a execução e quais suprimentos e mão de obra serão necessários. Dessa forma é possível combinar com a obra o encoste do equipamento para a execução da manutenção. Quando a obra sabe quanto tempo o equipamento precisará ficar “indisponível” ela pode planejar outras atividades.

Quando isso não acontece, deixa margem para as quebras e ai a obra precisa parar do mesmo jeito e a empresa ainda gasta verdadeiras fortunas para comprar materiais e mobilizar mão de obra de emergência.

.

.

Mas então porque as empresas continuam trabalhando com manutenções corretivas? Talvez, por falta de uma orientação correta ou falta de um sistema que auxilie a organizar os planejamentos das manutenções.

É normal a empresa entrar em um ciclo vicioso de corretivas, mas pisar no freio e organizar um PCM pode ser a melhor solução para aumentar a confiabilidade e a disponibilidade dos seus equipamentos.

.

.

Quer ver como é simples gerar e controlar planos de manutenção preventiva? Da uma olhadinha nesse video!

Espero ter te ajudado!

Até breve!